Início A Plurimus Blog Parceiros Revista

          Ano II, Edição IV, julho/dezembro de 2013

A cultura ocupa na contemporaneidade um papel de destaque no cotidiano das pessoas. Valorizada desde há muito como portadora privilegiada do conteúdo simbólico das artes sofisticadas, quando entendida como uma suposta alta cultura; popular, quando caracterizada quase sempre pelo traço folclórico que remete ao simples, prosaico e principalmente ao não-dinâmico; ou de massa quando associada ao produto que a indústria cultural, simplificou para vender a um público achatado pela homogeneização de conteúdos e formatos em escala industrial
é hoje investigada sob novas dimensões que vêm conferindo um acréscimo de importância ao tema.

Datam de fins do século XX os primeiros movimentos internacionais de reconhecimento da cultura no âmbito dos direitos humanos e sociais; tendo na Conferência Mundial sobre Políticas Culturais, realizada pela UNESCO, em 1982, no México (Mondiacult), o marco internacional sobre o assunto. Desde então, países têm adaptado suas legislações no sentido de garantir a cultura como um direito universal. No Brasil, a dimensão cidadã da cultura está expressa no Artigo 215 da Constituição Federal, de 1988, onde se lê que "o Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais".

É igualmente significativa a mobilização de pessoas e instituições em torno da discussão sobre o montante de recursos que as atividades culturais fazem circular e, portanto, o tamanho da sua contribuição ao PIB dos países, conferindo um peso ainda maior à já destacada ampliação da importância da cultura no cotidiano imediato da vida das pessoas. A despeito de certa imprecisão na caracterização terminológica do campo, entendido por alguns como economia criativa, economia da cultura, setores criativos etc, é fato que o setor demanda enorme mão-de-obra e que esses empregados são melhor remunerados se comparados a trabalhadores com a mesma escolaridade, empregados em outros setores.

Essas e outras nuances compõem a miríade de temas inseridos no contexto da Cultura, tema central da quarta edição da Plurimus Cultura e Desenvolvimento em Revista. Pela relevância e atualidade do tema retornaremos a ele em uma de nossas próximas edições.

Resumidamente, esta edição apresenta:

Hiran Roedel, com Para além das ruas: as manifestações de junho/julho e as classes médias, analisa o significado das recentes manifestações ocorridas no Brasil. Busca compreender que tais manifestações não ocorreram de modo espontâneo. A abordagem se sustenta na trajetória histórica da sociedade brasileira, de modo a identificar a alteração de comportamento político de classe ou frações de classe que os levaram a essas condutas.


Marcelo Pereira Marujo com Cultura e gestão contemporânea: a emergente interdependência
administração formação sustentabilidade  busca suscitar uma proposição ideológica contemporânea sustentável intrínseca à gestão. O autor evidencia a formação em administração como condicionante histórico-cultural factível de prover mudanças numa sociedade onde o consumismo se mostra cada vez mais insustentável.

Em Cultura & participação no Estado do Rio de Janeiro, Simone Amorim dá sequência ao estudo apresentado na Edição II desta revista apresentando o processo de estruturação do Sistema Nacional de Cultura (SNC) no Rio de Janeiro, a partir das adesões estadual e municipais, apontando a relevância do protagonismo do poder público na formulação de políticas de cultura e a inauguração de um processo de institucionalização de instâncias de compartilhamento decisório com a sociedade. O trabalho foi apresentado na X Reunião de Antropologia do Mercosul, realizada em julho de 2013 na cidade de em Córdoba, Argentina.

Como tema geral desta edição apresentamos Tropa de elite e a corrosão do caráter do professor, texto livre de Vitor Hugo Fernandes de Souza, que reflete sobre o filme Tropa de Elite, relacionando situações vivenciadas no filme com a realidade do processo educacional do Rio de Janeiro, tema que antecipa a nossa próxima edição.

Plurimus Cultura e Desenvolvimento em Revista
é uma publicação independente e decorre do esforço de professores e pesquisadores que se propõem a abrir um espaço de reflexão e debate acerca de temas que contribuam para um outro olhar da realidade e para a construção de um outro mundo. Nossas edições estão disponíveis gratuitamente mediante cadastro no endereço www.plurimus.com.br.

Dela, podem participar todos os interessados em se apresentar para esse processo plural. A próxima edição terá como tema central a Educação, sempre dentro do nosso recorte editorial.

Boa leitura!

Os Editores


Expediente

Editor - Daniel Roedel

Revisão - Daniel Roedel

Produção - Plurimus Educação e Cultura

ISSN 2238-1953


Acesse a edição IV


Saiba mais sobre a Revista

Conheça o Conselho Editorial


Acesse as normas de publicação


Leia as edições anteriores


Submissão de artigos para a edição VI

 

Início
A Plurimus
Blog
Parceiros
Revista
Site Map